Cadastre-se para receber nossos artigos e notícias

Quando clicar você concorda comos Termos
de Uso e Política de privacidade, tá?

Como fazer para receber o precatório em nome do espólio

Como fazer para receber o precatório em nome do espólio

Financiamento para adiantamento de Precatório

Antes de responder as perguntas sobre esse tema devemos primeiro entender o que é precatório! Trata-se de procedimento administrativo de pagamento de dívidas da Fazenda Pública, quando finalmente foi transitado em julgado.

No entanto, como a maioria dos casos tramita lentamente no Tribunal de Justiça, enquanto aguarda, o peticionário pode morrer. Surge então a pergunta quem tem direito a receber um precatório do falecido

A Emenda Constitucional (EC) 114, também conhecida como PEC dos Precatórios, regulamenta o pagamento dos precatórios podendo os estados e municípios ter legislação própria que regule essa regulamentação.

Veja abaixo quem tem direito a obter o precatório de falecido, os procedimentos necessários para obtê-lo e tudo o mais que você precisa saber sobre mandados neste artigo especial da Addebitare.

Qual o procedimento após a morte do beneficiário do precatório

Segundo entendimento dos tribunais de justiça do país o procedimento após a morte do beneficiário do precatório deve ser seguido à risca, para que não haja interferências durante o processo.

Primeiro, é necessária a certidão de óbito do requerente indenizado. Depois de concluído o levantamento dos bens o herdeiro deve apresentar ao tribunal:

Identificação completa dos sucessores (nome, qualificação e número do CPF).

Identificação completa dos sucessores (nome, qualificação e número de CPF);

A parcela referente a cada um dos sucessores;

Dados bancários individuais dos sucessores;

Procuração do advogado que representa os sucessores;

Certidão com emissão do juízo competente, contendo a parcela devida a cada um dos sucessores indicados.

Se, após o falecimento, os herdeiros não encontrarem solução amigável para definir a titularidade dos bens do falecido deverá ser requerido o inventário extrajudicial, logo que seja entregue:

Dados bancários de cada um dos herdeiros;

Cópia de escritura pública de inventário e partilha;

Identificação completa dos sucessores (nome, qualificação e número de CPF);

Procuração atribuída ao advogado que representa os sucessores.

O que é espólio de precatório?

Você sabe o que é um espólio? Por lei, esta é a quantidade de bens deixados para trás pelo falecido. Portanto, se uma pessoa falecer antes que o pagamento seja recebido pela União, estado ou município, seus herdeiros devem recebê-lo.

No entanto, o precatório está diretamente ligado ao inventário, que deve conter uma descrição detalhada da propriedade do falecido. É necessário, portanto, que o processo de inventário prossiga corretamente.

Quando o processo de inventário é concluído, um documento de partilha formal é gerado. Vencidas as divisões para receber o precatório, os herdeiros devem comparecer perante o TJ como o novo titular do precatório após a liberação da partilha formal.

Após o processo portanto, os herdeiros entram na fila para receber os precatórios anteriormente devidos ao falecido.

Como é feito o espólio de precatórios?

O espólio dos Precatórios, como você já deve ter entendido, é a transferência dos créditos de pagamento aos herdeiros. Portanto, receber esses valores devidos pelo governo também é um direito herdado.

No entanto, para que os herdeiros tenham direito aos créditos, o credor deve apresentar o pedido. Ou seja, apenas os titulares de precatórios podem recorrer contra a Fazenda Pública.

Se o credor ajuizou a ação mas não recebeu o título legal, e no caso de decisão judicial favorável, os herdeiros poderão receber o valor do adiantamento mesmo após a morte do proprietário, em proporções iguais entre as partes.

Além disso, é possível saber o número do Precatório para verificar pela internet qual a situação do processo. Você poderá acompanhar todas as etapas desde o atendimento da Lei Orçamentária Anual (LOA) até o pagamento.

Falecimento durante o processo de precatórios

Como fazer para receber o precatório em nome do espólio

De acordo com o artigo 1.784 do Código Civil de 2002, que trata da sucessão de bens, direitos e dívidas de pessoa que falece aos seus herdeiros, a morte não os impede de receber seus valores e títulos.

O direito ao pagamento do precatório é sucessão legítima e direito fundamental, podendo ser estendido ao cônjuge, ascendentes, colaterais e descendentes. Consequentemente, nesses casos, a exigência de pagamento da dívida é amparada pela lei.

Por esta razão, os herdeiros são representantes legais que acompanham o processo desde a morte do autor até a conclusão formal no tribunal judicial competente.

No entanto, como mencionado anteriormente aqui, é sempre importante que o requerente e seu advogado tomem providências em suas vidas. Só assim é possível remunerar os herdeiros.

Falecimento após a conclusão do processo

Em caso de falecimento do requerente após a conclusão do procedimento cujo pagamento ainda não tenha sido efetuado, deverá ser contratado advogado para realizar o inventário.

Se for feito de forma amigável, então o inventário é feito com agilidade e rapidez. No entanto, em caso de litígio entre os herdeiros, a questão é remetida para o Tribunal.

Normalmente, é necessária uma certidão de óbito. Certidão de casamento do cônjuge Procuração de procuradora e os documentos pessoais dos herdeiros.

Também é importante observar que os herdeiros envolvidos na divisão de bens também devem pagar o Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD) que incide sobre os bens e direitos herdados, incluindo a alienação.

Como fica a fila de pagamento para os hereiros

O Tribunal de Justiça organiza preferencialmente a fila para receber os precatórios. Idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência sempre tem prioridade.

No entanto, quando o credor morre e seus herdeiros passam a ter direito ao precatório. A fila será reordenada de acordo com as características do novo credor.

Por isso, a fila dos precatórios pode ser longa e exige muita paciência. Uma exceção a essa regra é quando o falecido ocupa seu “lugar” na fila se o herdeiro for portador de doença grave ou tiver mais de 60 anos.

Há outra situação. Quando o credor falecer no ano em que receberia o precatório, é possível que o herdeiro assume imediatamente o valor, com base em ordem judicial.

Herdeiros podem vender precatórios?

A resposta para essa pergunta é bem simples: Sim, herdeiros podem vender precatórios. Isso porque, cessado o processo o dinheiro pertence aos descendentes, que podem decidir o que querem fazer com ele.

Existem várias empresas especializadas na compra de precatórios. que é uma maneira mais rápida de receber o pagamento. No entanto, é importante encontrar uma empresa de confiança.

Você tem um precatório? Fale com a Addebitare

Caso tenha mais dúvidas sobre o assunto fale com a Addebitare, empresa que garante o pagamento antecipado. Consequentemente, você não precisa esperar pelo processo judicial.

Na Addebitare você pode contar com isso! Dentro de 24 horas você receberá ofertas detalhadas sob medida para você.

SOBRE O AUTOR

Somos uma empresa especializada em compra de precatórios e de ativos judiciais, sempre focados na melhor proposta para você, nós contamos com profissionais que possuem mais de uma década com ampla e reconhecida experiência em suas respectivas áreas.

 

SIGA NOS!
RECEBA NOSSAS MELHORES DICAS

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Categorias
ARTIGOS RELACIONADOS
Scroll to Top
Rolar para cima
Obrigado!

Os dados presentes neste documento ou coletados para as finalidades aqui previstas serão utilizados única e exclusivamente para cumprir com a finalidade a que se destinam e em respeito a toda a legislação aplicável sobre segurança da informação, privacidade e proteção de dados, inclusive, mas não se limitando a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei Federal nº 13.709/2018).