Cadastre-se para receber nossos artigos e notícias

Quando clicar você concorda comos Termos
de Uso e Política de privacidade, tá?

Como receber precatórios estaduais rápidos

Como receber precatórios estaduais rápidos

Você sabe o que são precatórios estaduais e como recebê-los de forma rápida e segura? Neste artigo, vamos elucidar tudo o que você precisa saber sobre esse assunto e como a Addebitare pode ser uma aliada na antecipação do seu pagamento. Precatórios são títulos emitidos pelo Poder Judiciário para quitar dívidas de entes públicos com cidadãos que venceram processos judiciais contra eles.

A dura realidade é que a espera pelo recebimento pode ser extensa, levando anos até a efetiva liquidação do valor. É aí que a Addebitare pode fazer a diferença, oferecendo uma solução de antecipação do precatório, permitindo que você receba parte ou a totalidade do montante devido antes da data prevista. Com uma equipe experiente e um processo transparente, a Addebitare torna o procedimento seguro e confiável, proporcionando a você maior agilidade no acesso aos recursos devidos.

Acompanhe o artigo abaixo e veja como a Addebitare pode te ajudar.

O que são precatórios estaduais?

Como receber precatórios estaduais rápidos

Precatórios estaduais são ordens de pagamento emitidas pelo Poder Judiciário para que um estado pague uma dívida reconhecida judicialmente. Essas dívidas podem ser de natureza comum, como indenizações por danos morais ou materiais, ou de natureza alimentar, como salários, pensões ou aposentadorias.

Os precatórios estaduais seguem uma ordem cronológica de pagamento, de acordo com o ano em que foram expedidos. Porém, essa ordem nem sempre é respeitada, e muitos credores acabam tendo que esperar anos ou até décadas para receber o seu dinheiro.

Qual é o tamanho da dívida?

Segundo um levantamento feito pela Corregedoria Nacional de Justiça em 2012, os estados e municípios brasileiros acumularam R$ 94,3 bilhões em dívidas decorrentes de precatórios até o primeiro semestre daquele ano. Desse montante, R$ 87,5 bilhões se referiam a precatórios devidos por estados e municípios em processos que tramitavam na Justiça Estadual. Outros R$ 6,7 bilhões se referiam a dívidas em processos que tramitavam na Justiça trabalhista.

Os estados e municípios do Sudeste concentravam 70% da dívida em precatórios da Justiça Estadual (R$ 60,8 bilhões). Em segundo lugar estava a região Sul, com 16% (14,1 bilhões), seguida pelo Nordeste, com 7%. Norte e Centro-Oeste eram responsáveis por 3% e 4% da dívida, respectivamente.

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo era o responsável pela administração do maior montante das dívidas a serem ainda pagas por estados e municípios: R$ 51,8 bilhões, sendo R$ 24,4 bilhões da administração estadual, R$ 26,9 bilhões dos municípios e R$ 475 milhões das autarquias. Os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Rio de Janeiro e seus municípios deviam entre R$ 5 bilhões e R$ 6 bilhões, cada um.

A dívida estava distribuída em 127.208 processos nos tribunais estaduais. Embora a dívida dos estados fosse maior, os municípios lideravam em volume de processos: 44% das ações. Os estados eram responsáveis por 33% do volume. Na Justiça trabalhista havia 53.443 ações relacionadas a precatórios.

As dívidas em precatórios variavam, de acordo com o estudo da Corregedoria Nacional de Justiça, de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) a 7,5% do PIB do estado correspondente. O menor percentual de comprometimento, de 0,5% do PIB, foi registrado no Mato Grosso. Já o mais alto, de 7,5%, era o de Rondônia. Apenas cinco estados deviam mais de 3% do PIB – Paraná, Sergipe, Piauí, São Paulo e Tocantins. A dívida de São Paulo (estado e municípios) correspondia a 4,79% do PIB do estado. Além dos 26 estados e Distrito Federal, 2.995 municípios brasileiros tinham dívida em precatórios.

Como receber precatórios estaduais rápidos?

Uma forma de receber precatórios estaduais rápidos é vendendo o seu título para uma empresa especializada, como a Addebitare. A venda de precatórios é uma operação legal e prevista na Constituição Federal, que permite que o credor transfira o seu direito de receber o valor para um terceiro, mediante um deságio.

O deságio é a diferença entre o valor nominal do precatório e o valor pago pela empresa compradora. Esse deságio varia de acordo com diversos fatores, como a origem, a natureza, o ano e a disponibilidade orçamentária do precatório.

Ao vender o seu precatório para a Addebitare, você recebe o pagamento à vista, logo após a assinatura do contrato. Assim, você não precisa mais esperar na fila dos precatórios e pode usar o seu dinheiro como quiser.

Por que escolher a Addebitare?

Como receber precatórios estaduais rápidos

A Addebitare é uma empresa especializada em compra de precatórios e de ativos judiciais, sempre focada na melhor proposta para você. Nós contamos com profissionais que possuem mais de uma década com ampla e reconhecida experiência em suas respectivas áreas.

Os sócios da Addebitare contam com expertise no mercado financeiro e área jurídica, e esta foi a pedra fundamental para a fundação da empresa, que tem seu foco principal no ramo de precatórios seja federais, estaduais ou municipais.

Já efetuamos a antecipação de mais de 5.500 títulos em todas as esferas federal, estadual e municipal, atendemos a todos os 26 estados do Brasil e o Distrito Federal.

A venda de precatórios é prevista na Constituição Federal através do artigo 100.

Se você tem um precatório estadual e quer recebê-lo rápido, entre em contato conosco e faça uma simulação sem compromisso. Nós oferecemos as melhores condições do mercado e garantimos total segurança e transparência na negociação.

SOBRE O AUTOR

Somos uma empresa especializada em compra de precatórios e de ativos judiciais, sempre focados na melhor proposta para você, nós contamos com profissionais que possuem mais de uma década com ampla e reconhecida experiência em suas respectivas áreas.

 

SIGA NOS!
RECEBA NOSSAS MELHORES DICAS

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Categorias
ARTIGOS RELACIONADOS
Scroll to Top
Rolar para cima
Obrigado!

Os dados presentes neste documento ou coletados para as finalidades aqui previstas serão utilizados única e exclusivamente para cumprir com a finalidade a que se destinam e em respeito a toda a legislação aplicável sobre segurança da informação, privacidade e proteção de dados, inclusive, mas não se limitando a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei Federal nº 13.709/2018).